Prefeito afirma que dará ‘o que for possível’ de reajuste salarial a servidores

Prefeitura tem até maio para negociar os valores acrescidos nos proventos do funcionalismo

Marquinhos Trad durante entrevista. (Foto: Minamar Junior)

A data base de reajuste salarial dos servidores é no mês de maio, com isso as tratativas por parte dos sindicatos e setores da Prefeitura tiveram início, segundo o Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande). No entanto, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) indica que nada foi tratado com ele diretamente ainda.

Questionado se já tem ideia de quanto será dado de aumento aos servidores, o chefe do Paço Municipal disse que trabalha em cima do que a Lei de Responsabilidade Fiscal permitir e que poderá ser corrigido pelo patamar da inflação.

“Nós não recebemos ainda nada, mas aquilo que for possível vai ser conferido dentro da Lei de Responsabilidade fiscal. O mínimo que é a inflação tem que ter”, relatou Marquinhos, durante agenda neste sábado (23).

Um dos entraves para a negociação é que a Prefeitura ultrapassou o limite prudencial com pagamento de pessoal no fim de 2018. Se esta situação perdurar, pode deixar os servidores municipais sem reajuste neste ano, segundo o secretário de Finanças, Pedro Pedrossian Neto.

À época, Predrossian Neto explicou que se o município continuar nesta situação, ficará com pouca margem para negociações salariais. “Acima do limite já ficamos proibidos de ter aumento de despesa com pessoal. Pode também não haver chamamento de concurso público”.

Mais notícias