Por R$ 3,2 milhões, Governo compra avião usado de Santa Catarina

Aeronave era usada pelo gabinete do governador de SC

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul iniciou os trâmites formais para a compra, sem licitação, de aeronave usada Cessna Citation, prefixo PP-ESC, por cerca de R$ 3,2 milhões. A dispensa de certame foi publicada pelo Governo de Santa Catarina em favor do Executivo de Mato Grosso do Sul no Diário Oficial da última quarta-feira (24) e confirmada pela Casa Civil daquele estado.

A negociação está sendo feita em dólares no valor de US$ 861.821 e o pagamento será em quatro parcelas. Somente após depósito da primeira parte é que a aeronave poderá ser trazida ao Estado. Já a transferência oficial será feita quando ocorrer a quitação total.

Segundo informado pela Casa Civil de Santa Catarina, a negociação teve início há cerca de três meses. A aeronave em questão era de uso do gabinete do governador daquele estado e não foi usada nenhuma vez neste ano.

A dispensa de licitação teria ocorrido em função da negociação ser feita entre dois entes federativos e sua assinatura ocorreu no último dia 22, com a publicação dois dias depois. O próximo passo é que o contrato seja assinado pelos dois estados.

O Governo de SC chegou a abrir licitação para contratar empresa que fez avaliação da aeronave e definiu seu valor de mercado. O único estado interessado na compra foi Mato Grosso do Sul. Em nota, o Governo de MS explicou a necessidade e qual será o uso da aeronave. Confira a íntegra do posicionamento do Executivo estadual:

Sobre a aquisição da aeronave Cessna Citation, o Governo de Mato Grosso do Sul iniciou tratativas com o Governo de Santa Catarina, tendo em vista que o King Air atualmente utilizado pelo Estado de Mato Grosso do Sul foi fabricado em 1972 e possui limitações operacionais, não atendendo mais as necessidades da administração estadual do MS. O Cessna adquirido de Santa Catarina vai propiciar maior agilidade nos deslocamentos das autoridades estaduais e também no transporte de órgãos humanos para outras unidades da Federação (só nesta sexta-feira, 26.7, foram transportador por aeronave órgãos para pacientes de outras regiões). Cabe observar ainda, que parte dos recursos para o pagamento dessa aeronave adquirida virá de leilões de aeronaves apreendidas com traficantes de drogas e que foram doadas ao Estado.

Matéria editada às 17h40 para acréscimo da nota do Governo de MS. 

Mais notícias