Para atender Clube do Laço, governador promete asfalto e cobertura de pista

Para obra, Azambuja disse que vai pegar um "pouquinho" de emenda parlamentar de cada deputado

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) prometeu asfaltar a entrada do Parque do Laçador e fazer a cobertura da pista de laço dentro do local, durante lançamento da 26º Copa do Laço, realizado na manhã desta sexta-feira (12), em Campo Grande.

O asfalto foi pedido pelos usuários do parque e durante seu discurso, Azambuja declarou que até a próxima festa, a ser realizada em 2020, o local estará asfaltado. “Perguntei quando será a próxima festa do laço e me disseram ano que vem. Vamos fazer uma pista ligada a BR-262 com o parque. Daqui um ano, vai fazer festa com asfalto”.

Para a obra, o governador informou que vai conversar com os deputados estaduais para pegar “um pouquinho de cada emenda” para poder iniciar a pavimentação asfáltica. Outro compromisso firmado no ano passado com o Parque do Laçador foi a cobertura de pista para a realização do esporte. Hoje, o local é aberto. 

No evento também teve a realização da assinatura de convênio entre Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e o banco Sicredi. 

Segundo o diretor-presidente da Agraer, André Nogueira, o acordo permite a Agraer a fazer projeto de crédito rural principalmente para a agricultura familiar, através do Pronaf (Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar). “Agora vamos executar esses projetos através do banco Sicredi. Não envolve valores financeiros, os valores estão dentro do dinheiro disponibilizado para a agricultura familiar”.

A linha mais usada pela Agraer é o Pronaf. “São em torno de R$ 240 milhões por ano. A execução do projeto de crédito para poder fazer via Sicredi, já existem outros bancos, como o do Brasil. É uma opção do produtor com qual agente financeiro ele quer fazer”.

Azambuja destacou que o convênio beneficia pequenos e médios produtores em Mato Grosso do Sul. “A assinatura beneficia muito porque a Agraer podendo fazer projeto pros produtores pequenos e médios. Assistência técnica, fazer projeto técnico do banco para liberar crédito rural que buscam através do Sicredi a realizar custeio e investimento”.

Mais notícias