Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Operação que apura desvio de R$ 4,5 milhões cumpre mandados em MS

PF cumpre mandados em três estados. Em MS, Dourados

Dourados – distante 225 km de Campo Grande – voltou a ser palco de investigação sobre desvio de recursos públicos. Desta vez, como coadjuvante. Dois dos 61 mandados de busca e apreensão, cumpridos nesta quarta-feira (30) pela Polícia Federal, tem alvos na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

A Operação Tapiraguaia apura suposto esquema de desvio de recursos federais na prefeitura de Confresa, distante 1.160 km de Cuiabá. Os outros 59 mandados são cumpridos em Cuiabá, Canabrava do Norte, Porto Alegre do Norte, todas no Mato Grosso, e em Goiás (GO).

A investigação começou em 2017, após fiscalizações da CGU (Controladoria-Geral da União), em contratos nas áreas de educação, saúde e infraestrutura, referentes ao período 2015/2016, conforme o G1.

Os supostos desvios aconteciam da maneira mais convencional. Segundo o G1, a PF informou que as empresas contratadas pela prefeitura recebiam pagamentos superfaturados, em troca de propina a servidores públicos. Os alvos estão proibidos de ter acesso à prefeitura de Confresa.

O prejuízo estimado após a quebra do sigilo bancário dos investigados, segundo a PF, é de R$ 4,5 milhões. Além dos mandados, a PF cumpre a suspensão da função pública de servidores, sequestro de bens, valores e imóveis dos investigados.

Operação Tapiraguaia

A operação foi batizada de Tapiraguaia por ser a primitiva denominação da atual cidade de Confresa, segundo o G1, banhada pelos rios Tapirapé e Araguaia. Os investigados devem responder pelos crimes de organização criminosa, desvio de recursos públicos e fraude licitatória.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...