Morte em hospital de Dourados gera abertura de investigação no MPMS

Além disso, problemas no atendimento do Hospital Cassems serão apurados

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) abriu em Dourados, cidade localizada a 233 km de Campo Grande, dois procedimentos preparatórios para apurar possíveis problemas apresentados no atendimento realizado pelo Hospital da Vida, onde aconteceu uma morte no dia 21 de julho, e no Hospital Cassems.

Na primeira unidade, que faz atendimento público, será apurada eventual irregularidade na realização de atendimento de urgência e emergência no local por supostas falhas que teriam ocorrido na composição da escala de médico.

Além disso, será apurado as causas que resultaram na morte, por possível falta de assistência, de uma paciente no dia 21 de julho. Houve denúncia de que o hospital estaria sem médicos para realizar o correto atendimento.

Já o Hospital Cassems será investigado pelo MPMS por eventual precariedade no setor de atendimento de urgência e emergência, em relação a ausência de quadro de pessoal necessário e estrutura física adequada, principalmente na sala de inalação e na sala de emergência, conforme consta no Diário Oficial desta sexta-feira (16).

Mais notícias