Marquinhos lança código de ética e diz que mais 8 servidores podem ser demitidos

Na quinta-feira (2), seis guardas municipais foram desligados do quadro de funcionários da Prefeitura de Campo Grande

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) lançou na manhã desta sexta-feira (2), no Paço Municipal, uma cartilha com regras sobre conduta ética dos servidores de Campo Grande. Durante o evento, o chefe do Executivo informou que tem oito processos administrativos que devem levar a expulsão de funcionários da Prefeitura.

De acordo com Marquinhos, a cartilha com o Código de Ética dos Servidores estava projetada para existir desde seu primeiro ano de mandato, em 2017. O decreto que institui a prática das regras de conduta, assinado nesta quarta, entra em vigor em 70 dias após sua publicação.

O prefeito relatou que dentro do Paço e órgãos públicos da Capital ocorrem algumas situações em que as regras de conduta são violadas, inclusive em relações de hierarquias dos funcionários, em que chefes se alteram com subordinados. Outro ponto de preocupação é na área da segurança.

Na quinta-feira (1º), seis guardas civis municipais foram demitidos por questões disciplinares. Ainda nesta semana, outros dois membros da corporação, que teriam ligação com suposta milícia, tiveram seus afastamentos prorrogados.

Além disso, Marquinhos afirmou que há oito processos em sua mesa aguardando decisão sobre expulsão de servidores, de diversos setores do funcionalismo público municipal. No entanto, o prefeito falou que no setor da segurança existe maior vulnerabilidade, pois são agentes que estão sujeitos a situações com mais “tentações” para quebrar o código disciplinar.

Segundo o prefeito, “nunca teve tantas demissões a bem do serviço público como na nossa gestão”. Ademais, lamentou a necessidade de determinar regras que obviamente não devem ser violadas.

A cartilha com o Código de Ética dos Servidores será disponibilizada no Portal da Transparência da Prefeitura de Campo Grande.

Mais notícias