Com reajuste de 3,22% para 2020, boletos do IPTU já começam a ser entregues

Decreto com os critérios do cálculo do imposto foi publicado no Diário Oficial de Campo Grande

O IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de 2020 terá reajuste de 3,22% e os boletos já começaram a ser entregues. O decreto que regulamenta os critérios do imposto foi publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quinta-feira (14).

Segundo o secretário de Finanças e Planejamento do município, Pedro Pedrossian Neto, o percentual considerou o IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial), que apresentou variação de 3,22% entre outubro de 2018 até setembro deste ano.

No documento, a Prefeitura de Campo Grande explica que o valor venal dos imóveis será calculado de acordo com o Manual de Avaliação. Outros critérios como endereço, tipo de imóvel, planta de valores genéricos, também são especificados no decreto que pode ser visualizado aqui, a partir da página 2.  Os boletos com o imposto do próximo já começaram a ser entregues no começo desta semana, segundo o secretário.

Durante prestação de contas do Executivo municipal, em outubro deste ano, o titular de Finanças afirmou que o município espera arrecadar 5% a mais de IPTU no próximo ano. Pedrossian Neto também disse, na ocasião, que a taxa de lixo, que geralmente vem junto com o imposto, não terá acréscimo em 2020. Ainda não foi divulgado formas de pagamento, nem os descontos à vista.

Mais notícias