Iagro dispensa licitação e contrata emergencialmente empresa por R$ 4,3 milhões

Mil Tec Informática herdou contratos da empresa de João Baird, réu na Lama Asfáltica

A Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) dispensou licitação e contratou de forma emergencial a empresa Mil Tec Tecnologia da Informação, por R$ 4,3 milhões, de acordo com publicação em Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (9).

Em 2016, a empresa foi investigada pela PF (Polícia Federal) na operação Fazenda de Lamas, braço da Lama Asfáltica. A Mil Tec herdou todos os contratos do governo com a Itel Informática, empresa de João Baird, réu na operação. 

No Diário foi publicado despacho ratificando a dispensa de licitação, conforme justificativa e manifestação da Procuradoria com amparo legal. Iagro e Mil Tec fizeram contrato emergencial e a empresa vai prestar serviços de informática para a agência. 

O contrato foi assinado no dia 6 deste mês pelo diretor-presidente da Iagro, Daniel de Barbosa Ingold. 

A reportagem do Midiamax entrou em contato com a assessoria de imprensa da Agência, mas os questionamentos não foram respondidos até o fechamento deste texto.

Contratos 

A empresa Mil Tec Tecnologia da Informação Ltda, de propriedade do ex-sócio de João Baird na Itel Informática, Ricardo Fernandes de Araújo, conseguiu R$ 28,6 milhões em contratos com o governo do Estado desde fevereiro de 2016.

No dia 5 de fevereiro do referido ano, a companhia publicou comunicação de incorporação integral à sociedade com a Itel, uma das investigadas pela Operação Lama Asfáltica, justamente por denúncia de improbidade administrativa em contratações com o poder público.

Em 2016, ao acatar o pedido de busca, a Justiça Eleitoral reconheceu a alegação de que a Mil Tec é, na verdade, uma extensão da Itel Informática. Oficialmente, esta se incorporou integralmente à primeira, pois a Itel foi baixada em janeiro justamente após as denúncias de improbidade administrativa em contratações com o poder público.

No ano passado, a Mil Tec tinha R$ 39.239.055,27 em valores empenhados e R$ 34.761.534,88 em valores pagos para serviços na Sefaz, SED (Secretaria Estadual de Educação), SES (Secretaria Estadual de Saúde) e Iagro.

Mais notícias