Empresa terá 18 meses para pavimentar 28,5 km entre Figueirão e Costa Rica

Para executar obras e serviços, engenharia cobrou R$ 42,1 milhões

A vencedora da licitação para implantação e pavimentação da rodovia MS-223, a empresa Vale do Rio Novo Engenharia, terá 18 meses para fazer 28,5 km de asfalto entre Figueirão e Costa Rica, distante 327 km de Campo Grande.

De acordo com o extrato de contrato publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) desta segunda-feira (29), a empresa venceu a licitação divulgada pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), por R$ 42,1 milhões. O prazo são 540 dias consecutivos, contados da data de recebimento da Ordem de Início dos Serviços, que ainda vai ser expedida pela Agesul.

O serviço foi dividido em lote, sendo o primeiro trecho no município de Figueirão até Costa Rica com extensão de 28,5 quilômetros. O pagamento do contrato será com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul). 

De acordo com a Seinfra (Secretaria de Infraestrutura), a MS-223 corta os dois municípios, interligando-se à MS-306, na divisa do Estado com Goiás, e com as BR-359 e MS-217, em Coxim. Com a chegada da infraestrutura viária nos 61 quilômetros em obras, o acesso a Costa Rica, partindo de Campo Grande – ou vice-versa -, encurta caminho trafegando pela MS-436, passando por Camapuã, trecho de 150 quilômetros já pavimentados. Hoje, a rota usada é o contorno pelas rodovias BR-060 e MS-306.

Mais notícias