CPI manda ao MPMS relatório sobre fraudes no transporte escolar de Sidrolândia

O Município será notificado a prestar esclarecimentos sobre as denúncias

Os vereadores da Câmara Municipal de Sidrolândia, 99 km de Campo Grande, entregaram ao MPMS (Ministério Público Estadual), o relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga irregularidades no transporte escolar.

Conforme o documento protocolado no MPMS, a investigação apurou a ausência de fiscalização dos serviços; suspeita de privilégio para determinadas empresas prestadoras de serviços e licitações; falta de transparência nos valores pagos pela prefeitura à cada linha; fichas de controle preenchidas pelo motorista; ausência de gestor dos contratos; sumiço de óleo diesel e outras fraudes.

A 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Sidrolândia vai apurar a denúncia e também detalhou que pedirá cópias de documentos para a Secretaria de Fazenda da cidade. Por fim do documento protocolado, o MPMS detalha que oficiaria o prefeito e o secretário municipal de fazenda a prestar a esclarecimentos no prazo de 10 dias.

“Com as informações iremos avaliar a necessidade de oitiva do diretor do transporte escolar […] para prestar suas declarações nesta Promotoria”, finalizou a promotora Clarissa Carlotto Torres.

Mais notícias