Contratações temporárias e compra de peças em Sidrolândia são alvo de investigação

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) abriu neste semana duas investigações para apurar possíveis contratações temporárias irregulares e problemas na compra de peças automotivas na prefeitura de Sidrolândia – município localizado a 71 quilômetros de distância de Campo Grande.

De acordo com o publicado no Diário Oficial do MPMS, o primeiro inquérito civil terá como alvo as contratações temporárias de servidores feitas pela prefeitura, mesmo com concurso realizado e homologado com os candidatos aprovados.

Já a segunda investigação, também em caráter de inquérito civil, apura eventual improbidade administrativa cometida na prefeitura e na secretaria municipal de infraestrutura de Sidrolândia.

No caso, peças automotivas foram compradas pelo Poder Público com justificativa para serem utilizadas na manutenção de veículo que podem estar sem condições de serem usados no futuro ou mesmo para carros que sequer existem.

A denúncia recebida pela promotoria local também indica que peças não teriam sido entregues, sendo que parte desses veículos fazem parte da frota da secretaria de infraestrutura. Quem conduzirá o inquérito será a promotora Clarissa Carlotto Tores.

Mais notícias