Construção da sede da MSGás em Três Lagoas encarece 6 meses após resultado de licitação

Foi aditado valor de 0,76%, e contrato aumentou para R$1.954.724,82

A construção da sede da Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul, MSGás em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande, ficou 0,76% mais cara, seis meses após a empresa vencedora da licitação ter sido escolhida. O contrato passa de R$ 1.940.000,00, para R$ 1.954.724,82.

Foi publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) desta sexta-feira (4), o extrato de primeiro aditamento ao contrato com a empresa Plangeff Engenharia Eireli. 

Foi alterado a cláusula terceira que trata sobre preços, com acréscimo de 0,76% sobre o valor original contrato, perfazendo R$ 14.724,82, passando o valor global de R$ 1.940.000,00 para R$ 1.954.724,82.

No dia 6 de fevereiro deste ano, a MSGÁS publicou o resultado da licitação para construção da nova sede da empresa na cidade. Após a publicação do resultado, a previsão da companhia era das obras terem início em até 60 dias, ou seja, em abril.

A nova sede com 700 m2 prevê a construção de dois pavimentos em um terreno de 1.152,00 m2. A obra prevê ainda a construção de uma oficina para manutenção de equipamentos como válvulas, medidores, corretores de vazão e um laboratório para calibração de equipamentos. O novo endereço será na avenida Filinto Muller, próximo a BR-158.

A reportagem do Jornal Midiamax procurou a assessoria de comunicação da MSGás para saber os motivos do aumento no valor de contrato e se as obras já começaram. Em resposta, a assessoria informou que a obra começou em maio deste ano, e são 6 meses de trabalhos.

Sobre o acréscimo do valor contrato, conforme a nota encaminhada, deve-se a duas coisas. A primeira é a remoção de uma árvore, que a princípio havia sido poupada pelo projeto arquitetônico, mas que após o início das obras, verificou-se que as suas raízes estariam interferindo com a fundação da edificação e com o algibre, por estarem excessivamente próximas.

O segundo item é sobre a impermeabilização de uma faixa de 25 cm de altura em uma alvenaria de nivelamento enterrada. Houve uma recomendação técnica da nossa fiscalização para que fosse feita esta melhoria.

*Matéria editada às 7h18 de 5 de outubro para acréscimo de informação.

Mais notícias