Cinco inquéritos vão apurar possível falhas no tratamento de lixo em Bataguassu

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) abriu cinco inquéritos civis para investigar eventual descumprimento da prática de logística reversa dos resíduos sólidos em Bataguassu, cidade que fica a 335 quilômetros de Campo Grande.

A abertura dos procedimentos consta no Diário Oficial do MP de segunda-feira (9), já publicado no site oficial do órgão ministerial desde sexta-feira (6). Cada um deles vai apurar a situação envolvendo materiais diferentes.

Na primeira investigação, será avaliado se a logística reversa está sendo colocada em prática com relação às embalagens compostas de aço. Já em segundo procedimento, os materiais em questão são embalagens compostas de alumíunio.

Os demais materiais são embalagens de papel e papelão, plástico e, por fim, de vidro. O alvo dos inquéritos são empresas ou associações de empresas do setor do referido material que deveria ser tratado em lógica reserva.

Todos os casos serão apurados pela 2ª Promotoria de Justiça de Bataguassu, que se encontra à disposição dos interessados em acompanhar a apuração na sede do MPMS na cidade – o local fica na avenida Dias Barroso, 350, Centro.

Mais notícias