Chefe de gabinete da Agepen é exonerado e servidor de Segurança assume

Pedro Carrilho pediu exoneração para cuidar da saúde, segundo Agepen

O chefe de gabinete, Pedro Carrilho de Arantes foi exonerado do cargo de direção gerencial e assessoramento da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) nesta terça-feira (11) e quem assume o cargo, é Valdmir Ayala Castro.

Apesar da exoneração ter sido publicada no DOE (Diário Oficial do Estado) de hoje, a data do afastamento de Carrilho é de 3 de junho. De acordo com a publicação, a exoneração foi um pedido de Carrilho. A Agepen explicou que ele saiu, pois precisa cuidar da saúde.

Em março do ano passado, o ex-chefe de gabinete virou réu por improbidade administrativa, depois de soltar o filho da desembargadora, Tânia Borges, o Breno, preso com 129 quilos de cocaína, uma pistola calibre nove milímetros e munições de fuzil 762.

Carrilho tem uma longa carreira na Agepen, já atuou como diretor do extinto Presídio Central – onde atualmente é o Fórum de Campo Grande, além de outras unidades penais como o Instituto Penal, a Penitenciária de Três Lagoas, o Estabelecimento Penal “Jair Ferreira de Carvalho” – o presídio de segurança máxima da capital, a Escola Penitenciária e como diretor de Operações da Agepen.

Valdimir Ayala Castro ingressou na Agepen em 1979, na segunda turma de agentes de segurança.

Mais notícias