Câmaras de Vereadores de dois municípios têm contas reprovadas

Decisões são referentes a gestões anteriores nas Câmaras de Sete Quedas e Aral Moreira

Prestação de contas das Câmaras de Vereadores de Aral Moreira e Sete Quedas foram julgadas irregulares pelo TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul), conforme decisões publicadas no Diário Oficial desta sexta-feira (19). Os balanços analisados pela Corte de Contas foram referentes ao exercício de 2014. Diante das falhas, os presidentes das Câmaras à época receberam a penalidade de multa.

No caso de Aral Moreira, foram encontradas divergências no valor do patrimônio líquido e inconsistência na relação de inventários de bens. Conforme o TCE, também foi notada ausência de documentos e escrituração com falhas. O ex-presidente da Câmara foi multado em 130 Uferms (Unidades Fiscais de Referência de Mato Grosso do Sul).

Já em Sete Quedas, foram apontadas impropriedades na escrituração contábil e ausência de valores relativos ao exercício anterior. A multa aplicada ao ex-presidente da Câmara foi de 80 Uferms. Em ambos os casos, a Corte de Contas emitiu recomendação aos atuais vereadores que corrijam as falhas apontadas na prestação de contas.

Mais notícias