Publicidade

À espera de nomeação e sem vale-transporte, comissionados podem receber só dias trabalhados

Funcionários estão trabalhando, mas precisam de publicação do Diário Oficial para receber benefício

Os funcionários em cargo de comissão do governo do Estado que não foram nomeados ainda para a gestão que começou no dia 1º deste ano estão sem receber o vale-transporte. A informação foi repassada ao Jornal Midiamax por um servidor da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) e confirmada pelo Fórum dos Servidores de Mato Grosso do Sul.

De acordo com a coordenação do Fórum, como esses funcionários ainda não estão oficialmente contratados, isso impossibilita o repasse de benefícios, como o vale-transporte. Ainda conforme a entidade, o problema está sendo registrado apenas entre os cargos de comissão, os servidores concursados não relataram atrasos.

De acordo com a assessoria do governo do Estado, isso tem ocorrido porque após decreto exonerando todos os comissionados, no primeiro dia do ano, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) estabeleceu prazo de 15 dias úteis para que todos os secretários formassem suas equipes e a data limite para isso é no dia 23 de janeiro. Portanto, nem todas as pastas estabeleceram os seus contratados.

O governo também afirmou que todos os comissionados que estão trabalhando mesmo sem serem nomeados, receberão retroativo caso continuem em seus postos.

Já os que não forem permanecer como servidores terão seus dias de trabalhado pagos, assim como o vale-transporte que tiveram de pagar do bolso.

Mais notícias