Empresa de microcrédito parceira da Funtrab foi alvo de busca e apreensão

PF deu apoio à Promotoria do Patrimônio Público

(Foto: Evelin Cáceres)

Funcionários da Credquali, em Campo Grande, confirmaram que a sede da empresa foi alvo de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (28). Agentes da Polícia Federal cumpriram os mandados, em apoio à operação deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

A Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) firmou, no final de 2016, parceria com a Credquali, a quem classificou como ‘empresa sem fins lucrativos que tem parcerias com instituições públicas e privadas, e oferece melhores condições aos microempreendedores’.

A parceria entre Funtrab e Credquali previa incentivo financeiro a pequenos empresários, com oferta de microcrédito de até R$ 7 mil, com juros que seriam menores que os praticados no mercado.

De acordo com o MP-MS (Ministério Público Estadual), foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Campo Grande, além de sequestro de um veículo. A investigação apura suposto desvio de recurso públicos destinado à Credquali.

A investigação apura se, entre o 2º semestre de 2016 e o 1º semestre de 2017, ex-dirigentes da Fundação teriam desviados recursos públicos para adquirirem bens e quitarem despesas particulares.

Mais notícias