Expostos

Queridinhos da cúpula em órgão colecionador de trapalhadas estão furiosos por acabarem expostos em ação onde figuram como acusadores depois de supostamente terem dado sinal verde para toda maracutaia que agora investigam.

Além de munição para bandidagem, a presepada reforça questionamento dos mais novos e independentes sobre rumos do órgão nas mãos de chefes politiqueiros e servis. Dizem que, com proximidade de eleição interna, franca campanha por cargo em esfera nacional estaria ditando a pauta enquanto amigos sonham com cadeira que ficará vaga. E o combate à corrupção só vai ficando para depois…

Mais notícias