Política / Pimenta

Sigilo telemático revela encontros comprometedores em MS

Defesa reclamou e acabou chamando atenção para dados expostos por sigilo telemático quebrado durante investigação em Mato Grosso do Sul.

Da Redação Publicado em 29/03/2021, às 06h30

None
Quebra de sigilo telemático expõe mais que ligações em investigação de MS (Ilustração, Web)

O sigilo telemático quebrado em investigação seria usado apenas para documentar ligações comprometedoras. No entanto, desespero da defesa chamou a atenção para outros dados no celular do investigado.

E, não deu outra. Assim, ao verificar informações de geolocalização do aparelho, equipe teria identificado encontros para lá de comprometedores. Os dados já teriam sido devidamente separados e encaminhados a quem de direito.

Além disso, dizem, natureza dos compromissos totalmente documentados por satélites, apps de navegação, além da própria triangulação das torres usadas, poderia colocar o alvo em rota de colisão com atuais aliados.

Sigilo telemático: muito além do Whatsapp

Para quem acha que as manjadas ligações por aplicativos de mensagem bastam para driblar a quebra de sigilo, fica a lição sobre o quanto de informações um celular habilitado pode revelar pelo simples fato de estar ligado.

Acesso ao sigilo telemático dos alvos já tem se tornado rotina básica nas investigações tocadas por quem gosta do que faz e honra o salário recebido.

Sabendo de algo relevante em MS? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax