POUCA VERGONHA

Compra de SUV Toyota por R$ 270 mil é o espelho do descaso do governo de MS diante da alegada "escassez" de dinheiro em MS

Presença recorrente no noticiário em razão de atos suspeitos por fraudes em contratação de serviços terceirizados, além do questionamento de terceirizações, de fiscalização a emissão de , e de tudo mais um pouco, o dá realmente mostras de que não há pandemia que imponha ao órgão critérios de economicidade na aplicação de recursos públicos. Despende o valor de R$ 270 mil, isso mesmo, duzentos e setenta mil reais, valor suficiente para a compra de duas viaturas para a , na compra de uma luxuosíssima caminhontete SUV, marca importada, com a justificativa de que se destina a viagens para fiscalizar agências regionais. Imagina-se a moral para fiscalizar ao desembarcar à frente de servidores.

A descrição do descaso atende pelo nome de Toyota SW4 SRX, cujos preços podem variar de R$ 276 mil a R$ 282 mil. São veículos considerados de luxo, equipados com computador de bordo com tela de 4,2 polegadas, abertura elétrica de porta-malas, volante com comandos integrados, tais como telefone, áudio, vídeo e computador de bordo. Vejam só:  “computador de bordo” para trafegar nas rodovias do estado.

Esta desfaçatez ocorre em momento que, por decreto governador Azambuja, o Estado vive  “estado de ”, onde corpos de cidadãos vítimas do coronavírus são guardados em conteiners. “Alheio” ao que se passa, o diretor do Detran, Rudel Trindade, conta com a complacência do superior imediato ou não dá satisfação.

 

POUCA VERGONHA
Mais notícias