Publicidade

Tá caro, hein…

Desembargador colocou na ponta do lápis preço de sistema no Detran-MS e comparou com custo do eSaj no TJMS (Imagem ilustrativa, Reprodução Web)

Desembargador aparentemente incrédulo com rumo dos colegas revolveu mandar uma ‘pedrada’ no meio de manifestação: destacou que órgão estadual alvo de investigação por suspeita de corrupção gasta para uma atividade considerada desnecessária quase o mesmo valor que todo o judiciário sul-mato-grossense paga anualmente para manter funcionando o sistema de informática, ou seja, serviço que mantém digitalizados e correndo todos os processos…

Com a comparação, deixou bem claro o indício de sobrepreço que denúncia gritava desde o começo para pedir bloqueio de bens. Mesmo assim, foi voto vencido…

Mais notícias