Publicidade

Protetiva

Nomeado em cargo público é investigado por violência doméstica (Reprodução, TJDF)

Detentor de cargo público tenta agir como se tudo estivesse normal, enquanto está sob restrições de medida protetiva que o proíbe até de ver filhos. Teria chegado à situação extrema após repetidos episódios de violência doméstica quando, supostamente abusando do puxa-saquismo servil de algumas autoridades, teria usado o cargo e carteirado para segurar a bronca.

Não contava, no entanto, que ia bater de frente com quem honra o salário que recebe e está pouco se lixando para influência política. Quando ficou sabendo que ia rodar, ainda tentou intimidar. Mas, levou um enquadro e afinou na hora, reforçando a imagem de que homem que é valentão dentro de casa, é covarde fora.

Mais notícias