Causídico na fila

Indicação teria que passar por entidade onde sujeito tem fama de picareta (Ilustração, Web)

Mal aberto processo de escolha para gabinete cobiçadíssimo, dizem que causídico de turma poderosa dá como certa a indicação, que coroaria carreira medíocre e cheia de cambalachos. Na correria com clientela implicada até os dentes em peripécias que envergonham mesmo os correligionários do grupo, já anda vomitando que lhe prometeram em breve ‘estar do outro lado do balcão’.

Só não combinaram nada no órgão onde sonham ‘plantar’ mais um aliado com as intenções menos republicanas possíveis. Além disso, indicação teria que passar por entidade onde é crescente a oposição aos desmandos de cúpula altamente comprometida e promete ser estopim para revelações bombásticas…

Mais notícias