Campo Grande News é acionado na Justiça por acusação feita após perder para o Midiamax

Jornal Midiamax explicou números e informou filiação ao IVC, mas Campo Grande News escondeu resposta em acusação 'sem pé nem cabeça'

O Jornal Midiamax acionou judicialmente nesta segunda-feira (22) o site , que terá de provar acusação de fraude feita após ser superado em audiência.

A acusação, por imputar suposto ato ilegal, configura calúnia.

O Jornal Midiamax pode comprovar todos os dados que publica, inclusive a audiência, mensurada por ferramentas mundialmente conceituadas, como o Google Analytics.

E agora, o Campo Grande News foi chamado à justiça, onde os números serão periciados, bem como a acusação sem pé nem cabeça que publicaram para ‘produção antecipada de prova pericial’.

Segundo o texto, o fato de uma ferramenta de ‘verificação de tags’ indicar 3 ‘requisições de pageviews’ ao visitar o Midiamax e 1 ao visitar o , apontaria suposta “métrica que turbina os acessos”.

Não é verdade.

Inclusive, o Jornal Midiamax já explicou isso ao em resposta oficialmente entregue na sexta-feira (17). Mas, estranhamente essas informações não aparecem no texto.

Apesar de esconder as respostas que recebeu com protocolo, o admite que pediu esclarecimento ao Jornal Midiamax.

Assim como esconderam que a ‘prova’ deles é um resultado obtido exatamente como no Midiamax em diversos portais brasileiros, como G1, R7 ou Folha de .

A indicação de 3 requisições de pageview não indica que serão tratadas como 3 acessos. Serve, por exemplo, para montar ‘contêineres’ de dados para serem vistos por usuários diferentes.

Ou seja, com cada pageview contando para relatórios diferentes, não há ‘fraude’ ou dados inflados, como o alegou.

No vídeo, o que o escondeu:

Grandes portais usam o recurso para contar acessos em ‘views’ que são processadas pela ferramenta, sem causar números imprecisos em relatórios devidamente separados.

Na resposta de sexta (19), o Midiamax ainda comunicou que vai encaminhar a filiação ao IVC (Instituto Verificador de Circulação), apontado por eles como o ‘único meio de verificação confiável’.

Tudo isso, o escondeu dos leitores. Vale lembrar que um texto assinado por jornalista deve sempre dar espaço a todos os envolvidos.

Neste caso, porém, cumprir o que manda o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros estragaria a tentativa de ofuscar o que já sabe: Mato Grosso do Sul prefere o jornalismo independente, responsável e combativo do Midiamax, ao invés de sites chapa branca.

Campo Grande News é acionado na Justiça por acusação feita após perder para o Midiamax
Mais notícias