Justiça trabalhista de MS é 2ª colocada em premiação nacional

Diferença para primeiro colocado foi 1 ponto percentual

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) concedeu à Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul prêmio em reconhecimento do trabalho do judiciário trabalhista. Durante o ano de 2017, foram solucionados mais de 34 mil processos em primeira instância.

A premiação Selo Justiça em Números 2017 rendeu reconhecimento ao Estado na categoria prata.

Presidente do TRT/MS, desembargador João de Deus afirma que a primeira colocação só não veio para o Mato Grosso do Sul por diferença de 1 ponto percentual.

“O reconhecimento do CNJ é consequência de muito esforço de todos da Justiça do Trabalho. Estamos a todo momento envidando esforços para sempre melhorar e alcançar melhores resultados no próximo ano”, completou o Presidente do TRT.

Balanço

Segundo o TRT, foram solucionados em 2017 cerca de 34.037 processos em primeira instância, número maior do que os casos novos distribuídos em todo Estado, que chegou a 31.618. Os dados são equivalentes ao período de 1º de janeiro a 30 de novembro e comprovam a eficiência do judiciário trabalhista.

No Segundo Grau destaca-se o empenho conjunto pela conciliação. O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul obteve em 2017 uma marca considerada histórica para a Justiça do Trabalho do Estado.

Os números mostram que durante o ano foram chamados para tentativa de conciliação 586 processos e deles resultaram 403 acordos. Um percentual de 68,77% atingindo a soma de R$ 30.875,066,28 em valores conciliados.

Mais notícias