[ BASTIDORES ] Tudo junto e misturado

Tudo junto e misturado

Em visita a Campo Grande, ontem (19), o candidato à presidência da Câmara, deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), reuniu colegas de todo tipo para um almoço. De um lado, o trio tucano composto por Beto Pereira, Bia Cavassa e Rose Modesto. De outro, o petista Vander Loubet e o bolsonarista .

Mas nem tanto…

Os demais integrantes da bancada federal de Mato Grosso do Sul – Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD) e Dr, Luiz Ovando (PSL) não se sentaram à mesa com Baleia, que garante ter convidado todos. O emedebista tem viajado pelo País articulando votos para derrotar Arthur Lira (PP-AL), candidato de Jair Bolsonaro (sem partido).

Ver sem ser visto

André Puccinelli participou da agenda de Baleia Rossi em Campo Grande. Embora seja uma das principais lideranças do MDB no Estado, o ex-governador de Mato Grosso do Sul preferiu não fazer declarações à imprensa. Segundo ele, Baleia e Simone Tebet – também presente – é que eram “as vedetes” do evento.

Outro dia, mesmo golpe

A vereadora de Campo Grande Camila Jara () diz ter sido vítima de golpe via . Ela alega que alguém tem se passado por ela.

Não sou eu!

“Estão se passando por mim no Whatsapp para pedir dinheiro, mais uma vez! Fiquem atentos!”, escreveu no , divulgando seu número real para eliminar dúvidas.

Crítica

O deputado federal Beto Pereira (PSDB-MS) não hesitou em criticar o governo federal após o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) registrar a maior taxa de abstenção de sua história. Em Mato Grosso do Sul, o índice superou a média nacional.

Pior que corrupção

“É o Governo Federal dando mostras de desorganização e incompetência, que é tão grave e nociva à sociedade quanto a corrupção”, escreveu no .

Consequências

Em uma publicação no Facebook, o deputado estadual (Patriota) mostrou a rotina de exercícios que tem feito para superar as sequelas da Covid-19. Ele agradeceu a equipe de uma clínica que o auxilia com fisioterapia e outras atividades para recuperar a capacidade pulmonar.

Internação

Lídio enfrentou a doença por 22 dias, chegando a ficar internado. Ele é o quinto deputado estadual a contrair a doença, além de Onevan de Matos (PSDB), que morreu no ano passado por complicações causadas pelo novo coronavírus.

Que vacina?

A maioria dos parlamentares do Estado não escondeu a alegria pela aprovação e posterior aplicação da vacina CoronaVac. Porém, alguns nem sequer citaram o imunizante.

Sumidos

É o caso, por exemplo, do deputado federal (PSL) e do deputado estadual Pedro Kemp (). O primeiro já está ausente das redes sociais há várias semanas, enquanto o segundo preferiu abordar outros assuntos.

[ BASTIDORES ] Tudo junto e misturado
Mais notícias