[ BASTIDORES ] Férias barradas no MPMS

Batendo ponto

Aparentemente, janeiro não é um mês tão tranquilo quantos muitos imaginam para o poder público. Apesar do recesso em órgãos públicos e dos efeitos da pandemia, a Procuradoria-Geral de Justiça barrou as de 10 procuradores, em períodos de 20 ou 30 dias, que aconteceriam entre 18 de janeiro e 9 de março.

Sem folga 1

Tiveram negados os pedidos de os procuradores Evaldo Borges Rodrigues da Costa, Humberto de Matos Brittes, Gerardo Eriberto de Morais, Miguel Vieira da Silva e Silvio Cesar Maluf (atual corregedor-geral do MP). As negativas, assinadas pelo procurador-geral, Alexandre Magno Benites de Lacerda, foram publicadas no Diário do MPMS de quinta-feira (7).

Sem folga 2

Já o Diário do MPMS desta sexta-feira (8) trouxe comunicado negando pedido de aos procuradores Adhemar Mombrum de Carvalho Neto, Irma Vieira de Santana e Anzoategui, Luis Alberto Safraider, Mara Cristiane Crisóstomo Bravo e Sérgio Fernando Raimundo Harfouche –este último candidato a prefeito de Campo Grande derrotado em 2020, quando sua participação no pleito foi contestada na Justiça Eleitoral por ele não se desvincular do cargo.
O deputado federal Luiz Ovando (PSL-MS) segue tentando angariar assinaturas para a criação do partido Aliança pelo Brasil, da família do presidente . Ele diz que falta pouco para o mínimo aceitável pela Justiça Eleitoral

Fechou

Em , o número mínimo de apoios já foi atingido, assim como no e sete estados. Porém, o partido tem apenas 11% das 492 mil assinaturas necessárias.

Porém…

Apesar do entusiasmo de Ovando, Bolsonaro e seus filhos não parecem mais tão interessados em criar a legenda. O objetivo era o Aliança estar operando para as eleições de 2020, o que não ocorreu. O presidente cogitou até retornar ao PSL.

Um outro partido aí, tá ok?

Em dezembro, Bolsonaro admitiu que deve se filiar a outro partido, acreditando que enfrenta dificuldades para fundar o Aliança. Já recebeu convites do , PTB e outras legendas do Centrão.

Concorrido

O processo seletivo para o gabinete da vereadora eleita de Campo Grande Camila Jara (PT) surpreendeu a própria parlamentar. Foram 1770 pessoas inscritas. “Estou muito feliz e ao mesmo tempo chocada”, escreveu em uma rede social.
[ BASTIDORES ] Férias barradas no MPMS
Mais notícias