Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] À espera de um decreto

Bisavô O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) não se cabe de alegria com o nascimento da bisneta Maria Cecília, no fim de semana. “Agradeço muito a Deus pelo presente de poder viver esse dia feliz com minha família”, escreveu no Facebook. Primeiro a saúde Leia também: [ BASTIDORES ] Um programa pelo outro [ BASTIDORES […]

Da Redação Publicado em 23/03/2021, às 06h00

None

Bisavô

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) não se cabe de alegria com o nascimento da bisneta Maria Cecília, no fim de semana. “Agradeço muito a Deus pelo presente de poder viver esse dia feliz com minha família”, escreveu no Facebook.

Primeiro a saúde

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), voltou a criticar o governo de Jair Bolsonaro. No Twitter, ele destacou reportagem da revista Veja que destacou impacto de R$ 131 bilhões com o atraso na vacinação.

Falácia

“Brasil acordando para a falácia do dilema economia x saúde. Dura realidade: não há retomada econômica sem controle da pandemia. Agora, famílias passam fome. O auxílio emergencial é pra ontem. Também é urgente retomarmos as mobilizações de solidariedade que vimos no início da pandemia”, escreveu Mandetta no Twitter.

Feriado para todos

O decreto ‘fecha tudo’ em Campo Grande parou até mesmo as atividades da Assembleia Legislativa e da Câmara Municipal. Até sexta-feira (26), não haverá expediente no Legislativo Municipal.

Tudo contra o coronavírus

No Palácio Guaicurus, a paralisação vai até o fim do mês. Dois deputados estaduais, Gerson Claro (PP) e Herculano Borges (Solidariedade), estão neste momento se recuperando da Covid-19.

À espera…

A antecipação dos feriados pela Prefeitura de Campo Grande causou preocupação no interior, com a possibilidade de campo-grandenses levarem o coronavírus para cidades que sequer tem leitos hospitalares disponíveis. Até a tarde desta segunda-feira, porém, a falta de um decreto estadual oficializando o “feriadão” de 11 dias ainda gerava esperança entre prefeitos.

… de um decreto

Kazuto Horii, de Bodoquena, era um deles. Já esperando que os campo-grandenses fugissem das restrições para conter a Covid-19, ele lembrou que a antecipação do feriado de 11 de outubro (Aniversário de MS) para sexta-feira fecharia o ciclo de folgas, tornando a lotação da cidade mais iminente. E dava como certo que o Parque dos Poderes não faria a antecipação.

O que será, será

Até o fim da tarde de ontem, realmente não havia sinais de que a Governadoria anteciparia o 11 de outubro. Pelo sim, pelo não, o prefeito de Bodoquena (e outros Estado afora onde não há sequer leitos hospitalares comuns) contam com o bom senso de empresários, para que atendam pedidos e restrinjam a lotação de seus estabelecimentos.

Anúncios populares

Marcos Tabosa (PDT), vereador e egresso do Sindicato dos Servidores de Campo Grande, fez uma verdadeira peça publicitária para anunciar a perda de seu celular –estampada em arte com letras garrafais. Disse que ficaria alguns dias incomunicável e que tomava as providências para recuperar números e dados.

Explicadinho

Tabosa, aliás, deixou claro que mandava o texto porque o WhatsApp Web (interface do mensageiro que funciona em computadores) ainda estava ativo. E alertou: “quando a bateria acabar deixarei de enviar e receber mensagem e ligações”. Por fim, mostrou consciência com o momento da pandemia. “Fiquem em casa e se cuidem”, finalizou o pedetista.

Jornal Midiamax