Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Suplente na fila de espera

Na espera Segundo suplente de vereador pelo PSDB em Campo Grande, Claudinho Serra observa pacientemente o movimento das peças no tabuleiro tucano. Uma combinação de jogadas pode levá-lo a assumir uma vaga na Câmara Municipal. Sem espaço Rocha, presidente da Câmara até o ano passado, pode assumir uma secretaria municipal para recuperar protagonismo. Já Mattogrosso […]

Da Redação Publicado em 30/03/2021, às 06h00

None

Na espera

Segundo suplente de vereador pelo PSDB em Campo Grande, Claudinho Serra observa pacientemente o movimento das peças no tabuleiro tucano. Uma combinação de jogadas pode levá-lo a assumir uma vaga na Câmara Municipal.

Sem espaço

Rocha, presidente da Câmara até o ano passado, pode assumir uma secretaria municipal para recuperar protagonismo. Já Mattogrosso ainda seria cogitado para o comando da Fundação de Cultura do Estado.

Sou da roça

 Enquanto isso, Claudinho Serra espera. “Eu sou da roça. O que me mandarem fazer, eu faço”, brinca. Em 2020, ele era a principal aposta do presidente tucano no Estado, Sérgio de Paula. Tanto que recebeu R$ 100 mil do partido para fazer campanha.

Críticas made in USA

A ex-candidata democrata a congressista dos Estados Unidos pela Flórida, Pam Keith, criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro, pelo combate errático à pandemia. No Twitter, Pam comparou Bolsonaro ao ex-presidente Donald Trump, apontando que ambos são corruptos.

Palavra proibida

“Bolsonaro é um corrupto, genocida e incompetente. As consequências posteriores disso podem ser terríveis. É necessária intercessão internacional, agora”, escreveu, defendendo que apenas apoio com vacinas não é suficiente.

Resposta made in Pantanal

Em inglês e português, o deputado federal Luiz Ovando (PSL-MS) rebateu a democrata. “Não a conheço e gostaria de sugerir que, para opinar sobre outros países e seus líderes, você deveria primeiro se eleger representante, ou voltar ao país de origem e combater a corrupção que há lá”, disparou.

Amém

A prefeitura de Bonito decretou uma medida especial para combater a pandemia de coronavírus. A sexta-feira (27) foi dedicada a jejum e oração.

Ecumênico

Pelo texto publicado em Diário Oficial, a população poderia participar voluntariamente, independente de religião. Assim como todas as cidades do Estado, Bonito enfrenta o pior momento da pandemia, com 1.805 casos e 27 mortes.

Nada muda

Após a prefeitura de Naviraí baixar Lei Seca durante a vigência do decreto restritivo do Governo do Estado, cidades vizinhas não vão seguir o mesmo caminho. Entre limitações e cenário mais favorável, os prefeitos de Juti, Itaquiraí e Novo Horizonte do Sul avaliam que a medida ainda não é necessária. T

he Walking President

Em entrevista ao jornal português Diário de Notícias, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), voltou a disparar contra o presidente Jair Bolsonaro. “Ele agora está com 300 mil cadáveres nas costas, o cheiro dele é um cheiro do cemitério”, declarou, responsabilizando o ex-chefe pela má condução do combate à pandemia.

Jornal Midiamax