[ BASTIDORES ] Conexão Acre – Campo Grande

Viagem

Em 2020, um senador da República passou 27 dias em Campo Grande e gastou R$ 7,7 mil da cota parlamentar em passagens aéreas.

Longe

Números da Transparência do Legislativo que passariam despercebidos, não fosse o parlamentar eleito pelo estado do – a um dia e meio de distância de Mato Grosso do Sul.

 

7 vezes

Marcio Bittar (-AC) esteve em Campo Grande no ano passado em pelo menos sete oportunidades. As visitas duravam um dia, dois, ou até uma semana.

 

Encontros

Entre idas e vindas, se reuniu com o governador (PSDB) e conselheiros do (Tribunal de Contas do Estado).

Laços

O fato é que o parlamentar tem laços familiares na capital sul-mato-grossense, onde foi militante do PCB (Partido Comunista Brasileiro) e presidiu a UCE (União Campo-grandense de Estudantes), nos anos 1980.

 

Projeção

Mas foi pelo que Márcio Bittar se projetou na política, eleito deputado estadual em 1994. Ele está em seu primeiro mandato no .

 

Incomodou

As constantes viagens de Bittar a Mato Grosso do Sul causaram certo incômodo no estado que representa. Relator do projeto de orçamento federal para 2021, Bittar é alinhado com o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).
[ BASTIDORES ] Conexão Acre - Campo Grande
Mais notícias