[BASTIDORES] Nas ondas do rádio, da internet e da sessão

No ar

Enquanto participa da sessão remota, o deputado Lucas de Lima (SD) ao mesmo tempo parece que está ao vivo com seu programa de rádio. Na sessão de quinta-feira (25), depois de dar seu voto em projeto de lei, ele começou a falar sobre o cantor sertanejo Cristiano Araújo, que morreu há 5 anos. Ele teve a atenção chamada duas vezes por Paulo Corrêa (PSDB) sobre o microfone aberto.

Falhando

Cabo Almi (PT) sugeriu a Capitão Contar (PSL) para ele tirar a foto de Bolsonaro do escritório dele, pois, se continuar, ele pode perder os 80 mil votos que teve na eleição passada. Enquanto falava do presidente Jair Bolsonaro, Almi estava com a internet falhando e Coronel David brincou que os argumentos do petista eram tão fracos que até a internet não conseguia acompanhar.

Por qual motivo?

Após ter o requerimento rejeitado pela Casa de Leis, Contar citou documento parecido de Barbosinha (DEM), com o prazo de 48 horas, mas aprovado pelos deputados. “Me causa estranheza o do senhor ter sido aprovado e o meu não, sendo que é sobre a saúde”.

Calamidade? I

Municípios com poucos casos de coronavírus já pediram decreto de situação de emergência que, entre outros aspectos, preveem a facilitação da liberação de verbas para as cidades…

Calamidade? II

Mas a situação que mais chamou a atenção foi município que sequer tem caso confirmado – e já conseguiu aprovar sua situação de emergência por causa da Covid-19… Negócio da China esse, viu?

Pressão

Mesmo durante a pandemia, decretos são suspensos o tempo todo em diversas cidades. A pressão – do ano eleitoral? ou social? – às vezes acaba falando mais alto.

[BASTIDORES] Nas ondas do rádio, da internet e da sessão
Mais notícias