[ BASTIDORES ] Despedidas e melancolia

Recebi no Zap

A última sessão de 2020 da Assembleia Legislativa teve seus altos e baixos. Enquanto relatava uma denúncia, o deputado estadual Capitão Contar (sem partido) se atrapalhou para reproduzir na videoconferência um vídeo.

Opa, espera aí!

Contar concedeu a palavra a Barbosinha () e foi interrompido pelo vídeo de Contar que passou a ser repentinamente reproduzido. “Vossa Excelência vai me permitir o aparte, pois não tem como eu competir com o áudio”, disparou o democrata.

Perdão!

Constrangido, Contar interrompeu a reprodução e pediu desculpas ao colega. “Gostaria que Vossa Excelência respeitasse meu direito à manifestação”, disse Barbosinha, ao que o outro parlamentar apenas respondeu: “Está respeitado”.

Esse vírus

Cabo Almi () fez questão de lembrar ao fim da sessão do histórico da pandemia do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul. “Se não entendermos a gravidade, esse Natal pode se tornar uma tragédia. Devemos comemorar em silêncio, se reunindo o mínimo possível, com todos os cuidados, aguardando a chegada da vacina”.

Saiba mais:

Sem parabéns

O petista lembrou que esta quinta-feira ele celebraria seu aniversário, mas a comemoração foi inviabilizada pelo distanciamento social e a ausência de um colega: (). O parlamentar faleceu em novembro.

Emoção

Almi lembrou, emocionado, que o amigo era silencioso, mas carismático, por ter conquistado tantos mandatos nas urnas. “Confesso que estou ao mesmo tempo feliz por estar vivo e triste por não ter nosso deputado Onevan nessa Casa”, disse.

Ninguém está a salvo

Barbosinha pediu novo aparte e disse que a Covid-19 deve ser levada a sério. Ele relatou a morte do padrinho no Mato Grosso, que estava isolado. “Os filhos deixavam as compras no portão. Não sabemos como ele pegou, pode ter sido uma sacola”, lamentou.

Resumo

O presidente da Assembleia, (), citou os números de 2020, com mais de 100 sessões realizadas e justificou a aprovação de propostas impopulares do governo Reinaldo Azambuja (). “Muitas vezes arrancamos da própria carne, ou iríamos afundar como grandes estados”, frisou.

Vem aí

O retorno dos trabalhos já está marcado. A pauta de 2 de fevereiro de 2021 já foi definida, assim como do dia seguinte. A pauta tem projetos dos parlamentares, que ficaram para atrás para que fosse aprovados projetos do governo.

Fim melancólico

A pedido de Almi, a sessão terminou com um minuto de silêncio às quase 2 mil vítimas mortas pelo novo coronavírus e em memória de .

[ BASTIDORES ] Despedidas e melancolia
Mais notícias