[ BASTIDORES ] Defesa ilustre

Ex-ministro

A defesa de Dharleng Campos (MDB) e de seu partido no recurso de Delei Pinheiro (PSD) para reverter sua impugnação tem no time o ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Admar Gonzaga Neto.

Presente

Ele, inclusive, marcou presença no julgamento de ontem (14), em que o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) formou maioria para garantir a eleição de Delei e, consequentemente, a não reeleição de Dharleng.

Esclarecer

Admar tentou interromper a sessão para “esclarecer matéria de fato”, mas foi advertido pelo presidente do TRE-MS, desembargador João Maria Lós, de que a manifestação durante julgamento de embargos declaratórios era proibida por regimento.

Réu

O mandato do ex-ministro no TSE venceu em abril do ano passado. Ele poderia ser reconduzido ao cargo por mais dois anos, mas desistiu de figurar na lista tríplice após se tornar réu por violência doméstica. O processo é movido pela ex-esposa de Admar, Élida Souza, no Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Saiba mais:

A definir

Diplomação e posse dos vereadores eleitos em todo o Brasil pode ocorrer de forma online pela primeira vez na história. Em vários estados, alternativa diante do aumento de casos de coronavírus é estudada.

Fora da lista

Em Campo Grande, ainda não há definição quanto aos detalhes sobre a posse, tradicionalmente realizada no dia 1º de janeiro. O que já se sabe é que convite ilimitado para parentes de toda a sorte não deve acontecer, caso o evento ocorra mesmo de forma presencial.

[ BASTIDORES ] Defesa ilustre
Mais notícias