[BASTIDORES] Discursos desconexos

Fora de pauta

O discurso do deputado federal Luiz Ovando (PSL) chamou a atenção de quem participou da inauguração da nova Casa da Saúde por abordar assuntos incomuns para a ocasião.

Sofrência

Ele falou sobre a crise do PSL e depois destacou que médico é “indivíduo que sofre” e lamentou que atualmente as pessoas não acreditem mais em tal afirmação.

Vida curta

“O médico, pelo sofrimento, vive 10 anos a menos que seus pacientes”, conta Ovando, que é médico e recém completou 70 anos, em setembro.

Reforço

O ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), também presente, se juntou a Ovando e reforçou o coro sobre o sofrimento pelo qual passam os médicos. Já durante agenda em Dourados, ao falar sobre repasses para saúde, ele chegou a destacar que a categoria também tem boletos para pagar.

Indisposta

Ainda em Dourados, a prefeita Délia Razuk não concedeu entrevista após agenda pública e coletiva de imprensa com o ministro. Segundo sua assessoria, ela não estava se sentindo bem.

Mau exemplo

Mandetta aproveitou e fez críticas ao Estado de São Paulo, que enfrenta problemas com o sarampo. “Estão pedalando por que não fizeram o dever de casa lá atrás”

Sem propósito

Matéria em site oficial listou exageradamente atributos de comércio que fazia aniversário na Capital, após secretário participar de agenda. Ficou a pergunta sobre o interesse público contido em postagem institucional.

Vou embora

Aparentemente sem paciência para permanecer no evento da Casa da Saúde, o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) chegou e logo se foi, antes da solenidade.

Autorização

Mas, antes, pediu para Mandetta uma “permissão” para sair e marcou encontro com o ministro para sábado, em lugar incerto e não sabido.

Vai ou não vai

Dagoberto aproveitou também para ‘beliscar’ o presidente da Cassems e do PSB, Ricardo Ayache, perguntando a ele sobre as pretensões eleitorais para 2020.

Depende…

“Aqui em Campo Grande é o Carlão [vereador do PSB] ou você?”, perguntou Dagoberto, que recebeu um tímido “ah, é o partido que decide” como resposta de Ayache.

Ao ataque

Pretenso candidato a prefeito, o ex-secretário de Estado Marcelo Miglioli fez críticas em seu Facebook aos problemas que afetaram os postos de saúde de Campo Grande na chuva de sábado (19).

Resposta

Porém, logo foi respondido sobre a situação nos comentários pelo perfil oficial da Sesau, que explicou tim-tim por tim-tim e ainda cutucou sua assessoria.

Mais notícias