[Bastidores] Deputado de MS pagou bebida alcoólica com verba indenizatória

Pegou mal

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) teve destaque em noticiário nacional por ter usado dinheiro público para bancar rodadas de cerveja, chope e vinho para sua equipe de gabinete em uma pizzaria de Campo Grande.

Indenizado

A conta de quase R$ 1,8 mil foi paga com recursos da verba indenizatória, destinada a cobrir despesas exclusivas de mandato, conforme divulgou o site Congresso em Foco. Foram consumidas ao menos 42 bebidas alcoólicas, entre cerveja e chope, além de duas garrafas de vinho chileno.

Há quase dois anos

O episódio ocorreu em dezembro de 2017, mas só agora veio a público por meio da ONG Operação Política Supervisionada, especializada na fiscalização de gastos públicos do Legislativo.

Descuido

O deputado petista afirmou que houve um descuido e que não costuma pedir ressarcimento quando faz este tipo de consumo.

Passou batido

“Não costumo pedir ressarcimento de bebida alcoólica. Sempre que tomo uma cerveja ou caipirinha em viagem excluo esse valor. Tenho esse cuidado. Essa nota especificamente passou”, afirmou Kemp.

Devolução

O petista também disse que pode devolver o dinheiro caso a Assembleia Legislativa considere o gasto irregular e exija o ressarcimento da verba.

Desprestigiado?

Outra figura sul-mato-grossense que teve destaque foi o ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), que foi recebido apenas uma vez para encontro particular com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em nove meses de governo, de acordo com o site Poder 360.

Menos conversas particulares

Mandetta foi o ministro que teve menos encontros sozinho com Bolsonaro. Em reuniões com outros participantes, foram 11 vezes em que o democrata esteve com o presidente da República, conforme divulgação em agenda.