Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

[ BASTIDORES ] Carteirada para furar fila

.

Carteirada

O programa de renegociação de dívidas judicializadas teve o primeiro dia bastante cheio. Logo no começo da manhã dessa segunda-feira (11) a fila era longa. Mesmo assim, com o famoso jeitinho brasileiro, teve gente que conseguiu atendimento mais rápido. Entre eles está o presidente da Federação Sul-mato-grossense de Futebol.

Aval

Ao se identificar, a organização do mutirão deixou com que ele passasse na frente das outras pessoas. Ao ser fotografado pela imprensa, sabendo da atitude errada que tomou, o ‘furão’ não gostou e protestou. Enquanto isso, várias pessoas desistiam de esperar porque não podiam ficar mais tempo na fila.

Demora

​Após quase duas horas do horário marcado em agenda oficial, o prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD), informou que não iria ao evento de entrega de duas motocicletas ao Samu. Mais de 50 pessoas da equipe de saúde ficaram esperando.

Tédio

A espera foi tanta que, sem ter o que fazer, alguns socorristas foram até os veículos verificar de perto o novo serviço, chamado de ‘motolância’. Uma das funcionárias do Samu acabou derrubando o capacete e danificando o item.

Protestos

Um grupo de manifestantes, que segundo a assessoria do deputado federal Geraldo Resende (PSDB) são integrantes da CUT, MST e outros sindicatos, protestaram em frente ao escritório do tucano em Dourados, contra a reforma da previdência.

Distante

Apesar de anunciar, também via assessoria, que as manifestações são legítimas e que ainda está analisando como votará na reforma, Geraldo não presenciou o protesto porque está no Japão, em missão oficial da Câmara.

Convencimento

Já anunciado como o candidato do PT ao Governo do Estado nas eleições de 2018, Humberto Amaducci tenta, agora, convencer a militância do partido. As decisões colegiadas são tradicionalmente adotadas pela legenda para lançar candidatos. Para convencer os colegas, viagens pelo Estado viraram rotina.

Reeleição?

2017 ainda não acabou, mas o ano eleitoral parece já ter começado. Pelas ruas de Campo Grande já é possível encontrar adesivos com ‘Azambuja 2018’. 

Salvador da Pátria

O ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) acredita que sua candidatura nas eleições de 2018 podem representar solução para um cenário político ruim. “Há uma convergência para salvar a política”, disse.

Nas redes

Bernal, inclusive, tem usado as redes sociais, mais especificamente o Facebook, para expor ideias e mostrar que as reuniões em buscas de alianças para o próximo ano estão a todo vapor. 

Você pode gostar também