Política

Solenidade com ministro no pior momento da pandemia revolta profissionais de Saúde em MS

A solenidade a que ela se refere é agenda com o ministro da Educação, Milton Ribeiro. Ele estará na Capital na tarde de segunda-feira (8), para participar da solenidade de entrega de 164 ônibus escolares, que vão atender os 79 municípios.

Danúbia Burema Publicado em 05/03/2021, às 10h04 - Atualizado às 15h32

(Fala Povo)
(Fala Povo) - (Fala Povo)

Com Mato Grosso do Sul vivendo aquele que é considerado o pior momento da pandemia até agora, os preparativos para solenidade de entrega de ônibus escolares na próxima segunda-feira (8) indignou quem vem atuando na linha de frente de combate à pandemia.

“Os profissionais que atuam no hospital estão indignados, pois todos os dias pessoas morrem vítimas da Covid-19. Enquanto isso organizam um evento com aglomeração para entregar ônibus escolar (sendo que nem aula tem)”, afirmou uma leitora do Jornal Midiamax.

A solenidade a que ela se refere é agenda com o ministro da Educação, Milton Ribeiro. Ele estará na Capital na tarde de segunda-feira (8), para participar da solenidade de entrega de 164 ônibus escolares, que vão atender os 79 municípios.

O evento será no estacionamento do Parque das Nações Indígenas, a partir das 15h. Os ônibus estacionados e os preparativos para o evento estão de frente para o estacionamento do Hospital da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado do Mato Grosso do Sul). No local, é feita a internação de pacientes que contraíram a Covid-19.

Estado crítico

No Estado, o avanço de casos mais graves da doença reflete no aumento expressivo da ocupação dos leitos críticos. No dia 1º de março, 258 dos 298 leitos UTI (Unidades de Terapia Intensiva) estavam ocupados, com uma taxa de 87%.

O número subiu para 280 internados e taxa de 94% na última atualização da SES (Secretaria Estadual de Saúde).

Fala Povo

O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax