Política

Projeto de lei prevê ações para incentivar leitura e facilitar acesso aos livros em Campo Grande

Projeto de lei apresentado na Câmara Municipal de Campo Grande, ainda em recesso, prevê programa Agentes de Leitura, com objetivo de facilitar o acesso ao livro e incentivar a leitura. A proposta é do vereador Ronilço Guerreiro (Podemos), que começa o primeiro mandato em 2021. Segundo o texto, a ideia é formatar a proposta como […]

Mayara Bueno Publicado em 29/01/2021, às 09h42 - Atualizado às 09h55

Câmara Municipal de Campo Grande. (Izaias Medeiros, Câmara Municipal, Arquivo)
Câmara Municipal de Campo Grande. (Izaias Medeiros, Câmara Municipal, Arquivo) - Câmara Municipal de Campo Grande. (Izaias Medeiros, Câmara Municipal, Arquivo)

Projeto de lei apresentado na Câmara Municipal de Campo Grande, ainda em recesso, prevê programa Agentes de Leitura, com objetivo de facilitar o acesso ao livro e incentivar a leitura. A proposta é do vereador Ronilço Guerreiro (Podemos), que começa o primeiro mandato em 2021.

Segundo o texto, a ideia é formatar a proposta como ‘ação cultural planejada de inserção social e de desenvolvimento humano’. Na execução, terão de ser levadas em consideração a democratização do acesso ao livro, estímulo ao prazer da leitura em crianças, jovens e adultos, que não tem a atividade como hábito acessível e possibilitar aos leitores o desenvolvimento de sua identidade e cidadania, criando espaço de convivência social. “Para que sejam aptos a expressar ideias e desenvolver atitudes como cidadãos de direitos e deveres, por meio da leitura”.

Caso aprovada, a medida prevê que a Prefeitura de Campo Grande conceda bolsa de fomento chamada ‘Bolsa Agente de Leitura’, por meio de seleção pública, cujo valor tem de ser estabelecido pelo município.

Jornal Midiamax