Política

Prefeitura receberá R$ 140 milhões em emendas para obras em Campo Grande

Campo Grande receberá R$ 140 milhões da União para investimentos em saúde, infraestrutura e para um projeto de revitalização da Feira Central. O prefeito Marquinhos Trad (PSD) reuniu-se com a bancada federal do Estado na última terça-feira (23). A previsão é a de que o recurso deve ser aprovado ainda neste mês. Segundo a prefeitura, […]

Diego Alves Publicado em 26/02/2021, às 20h36 - Atualizado em 27/02/2021, às 09h29

None

Campo Grande receberá R$ 140 milhões da União para investimentos em saúde, infraestrutura e para um projeto de revitalização da Feira Central. O prefeito Marquinhos Trad (PSD) reuniu-se com a bancada federal do Estado na última terça-feira (23). A previsão é a de que o recurso deve ser aprovado ainda neste mês.

Segundo a prefeitura, do total de emendas garantidas pela bancada, R$ 40 milhões são impositivas, com isso, o Governo Federal é obrigado a fazer repasse até 31 dezembro. Caso não for liberado, a verba terá de ser destinada a custeio do projeto ou obra no ano seguinte.

Ainda segundo a administração, serão R$ 20 milhões para a Saúde, R$ 50 milhões à infraestrutura e R$ 70 milhões para um projeto de revitalização da Feira Central.

De acordo com o executivo, R$ 20 milhões serão para a construção do Hospital da Mulher nas Moreninhas e reforma das cinco UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) em projetos de drenagem, pavimentação e controle de enchentes.

Segundo Marquinhos Trad, a previsão é de complementar os recursos destes projetos com os R$ 70 milhões em emendas não impositivas para obras de infraestrutura, que são consideradas prioritárias como a continuidade da revitalização do Rio Anhanduí,  da Rua do Aquário até a Avenida Manoel da Costa Lima, além da pavimentação e drenagem do Porto Galo,  Roselândia, Jardim Monte Alegre, Morenão, bairros na região do Pioneiros, que impactam com pontos de alagamento no entorno da Avenida Guaicurus.

O projeto prevê a execução de 7,10 km de pavimentação, abrangendo o prolongamento da Avenida Filinto Muller e sua extensão; a Rua Barrabas, continuidade da Avenida  Joana D’arc, e um dos acessos da região à Avenida Gury Marques; Rua Oranges e Rua dos Gonçalves, desde a Ana Luíza de Souza, passando pela Eva Peron, até terminar na Avenida Guaicurus.

A Rua dos Gonçalves, segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rude Fiorese, precisa receber  uma grande estrutura de drenagem por ser um canal de escoamento de praticamente toda a enxurrada que desce dos bairros adjacentes, ficando intransitável, além de provocar pontos de alagamento na Guaicurus.

Ainda no Porto Galo, receberão pavimento as ruas Paraúna, 13 de Novembro e Canabras, no Jardim Morenão, Roselândia e Vicentino. A infraestrutura chegará às ruas Roque Davalos, Paraúna, Paulo Valentin, Gregório Nabuco,Durvalina Constância, Chicago,  Benício Pires Freitas, Leiria, Anésia Kasuro Kanashiro, Assaré e Travessa Piquete. (Informações da  assessoria)

Jornal Midiamax