Política

Prefeito de Ribas inclui protesto de professores em reunião do comitê contra Covid-19 na 2ª

Gestor irá discutir uma série de medidas para enfrentamento da pandemia

Danúbia Burema Publicado em 03/04/2021, às 14h33

None
Faixa pediu suspensão dos trabalhos presenciais. Foto. Divulgação

Após protesto do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Ribas do Rio Pardo, na manhã deste sábado (3), o prefeito João Alfredo (Psol) informou que a reivindicação da categoria será incluída na pauta de reunião do Comitê Gestor contra a Covid-19, na tarde de segunda-feira (5). 

Com faixa colocada na principal avenida da cidade em razão da morte por complicações da Covid-19 de uma professora que lecionava no município, o sindicato pediu a suspensão das atividades presenciais. A entidade informou ainda que vários profissionais testaram positivo para a doença.

Segundo o prefeito, o pedido da entidade foi protocolado no dia 30 de março e será analisado na reunião do comitê. "A resposta virá do conselho municipal de educação e do Comitê Gestor do Covid. O prefeito não tem conhecimento técnico pra deferir ou indeferir. Depende de outros setores pra decisão", explicou. 

Aulas remotas

João Alfredo detalhou que em 2021 todas as aulas da rede municipal estão sendo à distância. "Até então não tivemos aulas presenciais, todas são remotas", enfatizou. De acordo com o gestor, existe ainda a previsão em decreto para trabalho remoto 100%, destinado a profissionais integrantes do grupo de risco. "Basta o servidor requerer se tiver comorbidade", destacou.

Sobre o protesto do sindicato, o prefeito rebateu dizendo que a situação está fora da vontade da administração. "Lamentam a morte de uma professora, assim como nós lamentamos a da professora, de pecuarista, de construtor, de empresário de venda de imóveis, de aposentado, de doméstica, nós lamentamos a morte de todas as professoras que faleceram na pandemia", finalizou. 

Jornal Midiamax