Política

Nelsinho defende compra de vacinas ao invés de lockdown e é apoiado por mãe de Mandetta

O senador Nelson Trad Filho (PSD-MS) defendeu a compra de mais vacinas para evitar a decretação de lockdown, proposta feita pelos secretários de estado de Saúde diante do iminente colapso hospitalar com a pandemia de Covid-19. O Brasil vem batendo recordes sucessivos de mortes pela doença causada pelo novo coronavírus. Para ele, a sugestão dos […]

Adriel Mattos Publicado em 03/03/2021, às 17h30 - Atualizado às 17h34

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Nelson Trad Filho (PSD-MS) defendeu a compra de mais vacinas para evitar a decretação de lockdown, proposta feita pelos secretários de estado de Saúde diante do iminente colapso hospitalar com a pandemia de Covid-19. O Brasil vem batendo recordes sucessivos de mortes pela doença causada pelo novo coronavírus.

Para ele, a sugestão dos secretários é compreensível, mas o fechamento total das atividades pode causar danos maiores do que o imaginado. “Ao invés de unir a população no isolamento, temos que unir a nação brasileira na organização de uma estratégia agressiva de compra de vacinas”, escreveu no Instagram.

Maria Olga Solari mãe do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, concordou com a ideia. “Vacinação em massa!”, exclamou.

Quase todas as unidades da Federação estão com mais de 80% dos leitos em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva. Em Mato Grosso do Sul, a situação mais crítica é a da macrorregião de Dourados, que tem 93% de ocupação global.

Jornal Midiamax