Política

Em live, Governo de MS promete explicar flexibilizações a partir do dia 5

A flexibilização do decreto estadual será divulgada em live prevista para 10h30 desta quarta-feira (31) com a participação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), do secretário de Governo Sérgio Murilo e do secretário de Saúde, Geraldo Resende. A divulgação de como ficarão as atividades a partir do próximo dia 5, segunda-feira, acontece com a apresentação dos […]

Renata Volpe Publicado em 31/03/2021, às 08h47 - Atualizado às 09h11

Governador Reinaldo Azambuja vai apresentar em live como será flexibilização do decreto estadual. (Marcos Ermínio, Midiamax)
Governador Reinaldo Azambuja vai apresentar em live como será flexibilização do decreto estadual. (Marcos Ermínio, Midiamax) - Governador Reinaldo Azambuja vai apresentar em live como será flexibilização do decreto estadual. (Marcos Ermínio, Midiamax)

A flexibilização do decreto estadual será divulgada em live prevista para 10h30 desta quarta-feira (31) com a participação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), do secretário de Governo Sérgio Murilo e do secretário de Saúde, Geraldo Resende.

A divulgação de como ficarão as atividades a partir do próximo dia 5, segunda-feira, acontece com a apresentação dos números de como foi o endurecimento das medidas, como o toque de recolher às 20h e às 16h nos finais de semana.

Segundo Sérgio Murilo, a edição extra do Diário Oficial do Estado com a flexibilização deve ser publicada na tarde desta quarta-feira. Ele não quis adiantar quais serão as medidas tomadas pelo governo a partir de segunda-feira (5). “O governador, eu e Geraldo estaremos na live para falar os números dos infectados, mostrar se diminuíram com o toque de recolher”.

A tendência é que o governo faça concessões ao comércio, seja com a inclusão de segmentos entre as atividades consideradas essenciais, seja liberando efetivamente o atendimento ao público por todo o varejo.

O novo decreto estadual vai acompanhar a atualização do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia), cujas recomendações atuais vencem amanhã (31). Quatro municípios estão sob bandeira cinza, de grau de risco extremo para a pandemia – Campo Grande, Aral Moreira, Bela Vista e Costa Rica.

Jornal Midiamax