Política

Em Brasília, Marquinhos apresenta projeto para prolongar Ernesto Geisel até Mini Anel Rodoviário

Cumprindo agenda em diversos ministérios em Brasília (DF) na terça-feira (23), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) apresentou à bancada federal projeto para estender a Avenida Ernesto Geisel até o Mini Anel Rodoviário, fazendo um prolongamento da Avenida Guaicurus. A proposta foi discutida junto com outras duas, formando trio de projetos emblemáticos. Eles incluem a construção […]

Danúbia Burema Publicado em 24/02/2021, às 10h47 - Atualizado às 11h18

Secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, durante audiência. (Foto: Arquivo/ Reprodução/Facebook).
Secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, durante audiência. (Foto: Arquivo/ Reprodução/Facebook). - Secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, durante audiência. (Foto: Arquivo/ Reprodução/Facebook).

Cumprindo agenda em diversos ministérios em Brasília (DF) na terça-feira (23), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) apresentou à bancada federal projeto para estender a Avenida Ernesto Geisel até o Mini Anel Rodoviário, fazendo um prolongamento da Avenida Guaicurus. A proposta foi discutida junto com outras duas, formando trio de projetos emblemáticos.

Eles incluem a construção de um hospital para cirurgia eletiva nas Moreninhas e novo prolongamento com contenção de enchentes até o Guanandizão, detalhou o secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, que nesta manhã participa de audiência na Câmara Municipal, para ‘Demonstração e avaliação do cumprimento das metas fiscais referentes ao 3º quadrimestre do exercício financeiro de 2020’.

No caso da Ernesto Geisel, conhecida como Norte Sul, a área a ser beneficiada vai além daquela que recebe atualmente as obras de recuperação das margens do Rio Anhanduí. A intervenção seria no “trecho onde você é obrigado a virar à direita pra Gunter Hans, ou à esquerda, [na altura do] Aero Rancho, a ideia seria continuar a Ernesto Geisel até o mini anel e fazer o prolongamento da Guaicurus, ligando até a Gunter Hans”, explicou.

Controle de enchente

Ao lado de equipe técnica, o prefeito buscou o apoio da bancada no Congresso para garantir emendas que viabilizem a liberação de R$ 80 milhões para investimento na saúde e também obras de drenagem, pavimentação e controle de enchentes. Dentre os projetos de Infraestrutura, um deles deve garantir a continuidade da estabilização das margens e revitalização das pistas marginais ao Rio Anhanduí até a Avenida Manoel Costa Lima. Estão previstas também intervenções na chamada região do Grande Tiradentes e no Bairro Porto Galo, Roselândia, Jardim Morenão, Monte Alegre e Colinas, com o intuito de eliminar os problemas de alagamento em residenciais construídos às margens da Avenida Guaicurus.

Conforme o prefeito, os recursos pleiteados de cerca de R$ 20 milhões não são suficientes para estender a revitalização, orçada em R$ 50 milhões. A busca, portanto, é de parcela complementar de R$ 30 milhões para o orçamento de 2022.

Agricultura

A agenda incluiu ainda conversa com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Na ocasião, foi solicitado recurso para infraestrutura e logística no escoamento da produção em Campo Grande. Conforme o secretário de Finanças, está sendo verificada uma nova rodada de aportes do Ministério da Agricultura que não pode ser anunciada, “mas está vindo coisa boa”, assegurou.

Jornal Midiamax