Política

Chapa de prefeita interina reúne PT e PSL em Sidrolândia

A prefeita em exercício de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), vai disputar a eleição suplementar, marcada para 11 de abril, com um arco de apoio de partidos da direita à esquerda. Ela enfrentará Enelvo Felini, do PSDB. A chapa será composta por PT, PDT, PL, MDB, PSL, PSD, PSB, PTB e Republicanos, segundo o site Noticidade. […]

Adriel Mattos Publicado em 12/03/2021, às 17h23 - Atualizado às 17h29

MDB indicou vice na chapa da candidata do PP. (Foto: Reprodução, Facebook)
MDB indicou vice na chapa da candidata do PP. (Foto: Reprodução, Facebook) - MDB indicou vice na chapa da candidata do PP. (Foto: Reprodução, Facebook)

A prefeita em exercício de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), vai disputar a eleição suplementar, marcada para 11 de abril, com um arco de apoio de partidos da direita à esquerda. Ela enfrentará Enelvo Felini, do PSDB.

A chapa será composta por PT, PDT, PL, MDB, PSL, PSD, PSB, PTB e Republicanos, segundo o site Noticidade. O MDB ficou com a vaga de vice, que será da ex-primeira-dama Rosi Fiúza.

Do lado tucano, Enelvo vai ter como vice Moacyr de Almeida (Patriota), que concorreu na última eleição como Moacyr da Vacaria. Completam a aliança DEM, Rede, Podemos e Solidariedade.

Os partidos têm até a próxima segunda-feira (14) para registrar as candidaturas. Ainda de acordo com o calendário eleitoral, a campanha começa na próxima terça-feira (15) e o horário eleitoral na TV e rádio, cinco dias depois.

A eleição será no segundo domingo de abril. E a posse do eleito ou eleita está prevista para 1º de maio.

novo pleito foi convocado pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidir manter a impugnação do registro de candidatura de Daltro Fiúza (MDB), eleito em novembro.

Sem ser diplomado e consequentemente impedido de tomar posse, Vanda assumiu a prefeitura no lugar do emedebista, após ser eleita presidente da Câmara Municipal.

Jornal Midiamax