Política

Bloco de Márcio perde membro e empata com grupo de Londres na Alems

Os dois blocos na Alems (Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul) mais uma vez tiveram mudanças. Após anunciar o aumento de seu grupo, Marcio Fernandes (MDB) viu um de seus colegas deixar o G8. Na terça-feira (9), o emedebista declarou que Lucas de Lima (Solidariedade) e Neno Razuk (PTB) passaram a integrar […]

Adriel Mattos Publicado em 10/02/2021, às 07h40 - Atualizado às 08h19

Apesar de discordância, Barbosinha deve ir para a CCJR. (Foto: Luciana Nassar, Alems
Apesar de discordância, Barbosinha deve ir para a CCJR. (Foto: Luciana Nassar, Alems - Apesar de discordância, Barbosinha deve ir para a CCJR. (Foto: Luciana Nassar, Alems

Os dois blocos na Alems (Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul) mais uma vez tiveram mudanças. Após anunciar o aumento de seu grupo, Marcio Fernandes (MDB) viu um de seus colegas deixar o G8.

Na terça-feira (9), o emedebista declarou que Lucas de Lima (Solidariedade) e Neno Razuk (PTB) passaram a integrar o bloco, que chegou a se intitular G10. Porém, Lucas abandonou o grupo ainda ontem.

O Jornal Midiamax apurou que o parlamentar do Solidariedade se viu obrigado a recuar, já que Herculano Borges, do mesmo partido, permaneceria no bloco de Londres Machado (PSD) e ambos não poderiam se separar devido à filiação.

Ainda não é certo se Lídio Lopes (Patriota) permanecerá no G8. Atual presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), Lídio quer permanecer no principal colegiado da Casa, mas um acordo prevê a indicação de Barbosinha (DEM) e a recondução de Eduardo Rocha (MDB).

Do lado de Londres, não existe qualquer expectativa de que, caso Lídio entre no grupo, ele seja indicado para a CCJR. A indefinição deve permanecer até o decano da Alems formalizar seu bloco nesta quarta-feira (10).

O grupo liderado por Marcio é composto por  Barbosinha, Cabo Almi (PT), Eduardo Rocha (MDB), Lídio Lopes, Neno Razuk, Pedro Kemp (PT), Renato Câmara (MDB) e Zé Teixeira (DEM).

Já o bloco de Londres é formado por Antônio Vaz (Republicanos), Capitão Contar (sem partido), Coronel David (sem partido), Evander Vendramini (PP), Gerson Claro (PP), Herculano Borges (Solidariedade), Jamilson Name (sem partido) e Lucas de Lima (Solidariedade).

Jornal Midiamax