Política

Após abertura de processo em Ribas do Rio Pardo, prefeito será notificado para apresentar defesa

Mayara Bueno Publicado em 07/04/2021, às 10h34

Vereadores durante discussão sobre abertura de processo de cassação
Vereadores durante discussão sobre abertura de processo de cassação - (Foto: Divulgação Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo)

Após abertura de processo de cassação de mandato na Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo na terça-feira (7), a comissão aberta vai notificar o prefeito João Alfredo Danieze (PSOL) para tomar conhecimento do teor da denúncia. A secretaria municipal de Saúde assinou contrato com clínica, cuja titular da pasta seria dona.

Depois deste prazo, o chefe do Executivo daquele município tem 10 dias úteis para apresentar a defesa. Depois, o colegiado, em cinco dias úteis, parecer prévio que será votado pelo plenário, que pode arquivar a denúncia ou dar prosseguimento.

No caso de os vereadores optarem pelo andamento da denúncia, começará a fase de oitivas das testemunhas. Em seguida, um parecer final será analisado pelos parlamentares. O prefeito João Alfredo pode perder o mandato, se a denúncia for considerada procedente pelo Legislativo.

Denúncia

Eleito em 2020, Danieze nomeou Carolina Bergo Domingues à pasta em janeiro deste ano. Ocorre que a fisioterapeuta é uma das donas da Clínica Médica Bergo Domingues LTDA, credenciada pela prefeitura de Ribas do Rio Pardo para prestação de serviços em Saúde.

Só neste ano, a empresa recebeu R$ 103 mil em recursos do município. Os números são do Portal da Transparência de Ribas.

Jornal Midiamax