Vinícius Siqueira tem 24 horas para remover propaganda eleitoral das TVs

É a terceira decisão desfavorável para o candidato pela Justiça Eleitoral

Com mais problemas com as propagandas eleitorais, o candidato à , Vinícius Siqueira (), terá que parar de publicar os vídeos da propaganda eleitoral gratuita, transmitidas nas emissoras de TV, no prazo de 24 horas.

Após duas decisões desfavoráveis pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), nesta sexta-feira, o candidato passou de problemas apenas com as redes sociais para impasses com propaganda eleitoral na TV,

Mais uma vez, os autores da ação são a coligação “Avançar e Fazer Mais” e o prefeito (). Eles alegaram que o vídeo possuía ‘trucagens’ em inserções, que buscam criar estados mentais nos eleitores e faz ilações indevidas e descontextualizadas, visando macular a imagem do atual prefeito.

O vídeo fala que o atual prefeito ‘vive em um mundo à parte e de fantasias’. Usou de efeitos especiais para representar uma bomba em que o mundo perfeito que o candidato cita se colidia. Também foram usadas imagens do próprio .

Também julgado pelo juiz eleitoral, Paulo Afonso de Oliveira, a decisão é favorável à coligação e o atual prefeito. O magistrado considerou que na propaganda foi utilizado trucagem, desenho animado, efeitos especiais e computação gráfica, que são recursos proibidos na propaganda eleitoral gratuita.

E decidiu que o próprio candidato suspenda a veiculação da propaganda, no prazo de 24 horas, sob pena de multa de R$ 10 mil por inserção.

Vinícius Siqueira tem 24 horas para remover propaganda eleitoral das TVs
Mais notícias