Vereadores de Campo Grande aprovam R$ 79,8 milhões em financiamentos do Executivo

Três vereadores votaram contra duas das três propostas

Os vereadores de Campo Grande aprovaram durante a sessão desta terça-feira (10), por maioria, os três projetos do Executivo que solicitavam autorização para realização de R$ 79,8 milhões em empréstimos.

São R$ 30 milhões da linha do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento) da Caixa Econômica Federal para financiamento de obras de construção, reforma e ampliação de prédios municipais e de infraestrutura, além de R$ 27,2 milhões para modernizações tecnológicas, implantação de rede de alta fibra e segurança do datacenter.

Dos parlamentares, 23 aprovaram as duas propostas. Votaram contra apenas os vereadores André Salineiro (PSDB), Pappy (SD) e Vinícius Siqueira (DEM). Já o empréstimo de R$ 22,6 milhões para requalificação de vias e de áreas públicas do corredor gastronômico da Avenida Bom Pastor foi aprovado por 24 vereadores. Salineiro votou a favor desta proposta, ao contrário dos outros projetos. Permaneceram votando contra os vereadores Pappy (SD) e Vinícius Siqueira (DEM).

Projetos

A Prefeitura de Campo Grande quer utilizar R$ 30 milhões, oriundos de empréstimo com a Caixa econômica Federal, para financiamento de obras de construção, reforma e ampliação de prédios municipais e de infraestrutura.

Entre as obras citadas estão a conclusão de Unidades Básicas de Saúde nos bairros Jardim Perdizes e Santa Emília, de Unidades de Ensino no Vila Parati e Vila Natália; e construção, reforma e ampliação dos parques, praças e áreas de esporte da Capital (Parque Ayrton Senna, Jaques da Luz, Sóter, Mata do Jacinto, Elias Gadia, Vila Nasser, Horto Florestal, Estádio de Beisebol, Quadra Esportiva Okinawa e Praça da Juventude).

Para a implantação de rede de alta velocidade em fibra óptica e em obras de reestruturação e segurança do datacenter de Campo Grande são mais R$ 27.267.500, do programa de Mobilização Tecnológica e Urbana, também do Pró-Cidades.

E para as obras de requalificação de vias e áreas urbanas do Corredor Gastronômico, Turístico e Cultural do Bairro Vilas Boas e seu entorno, são previstos R$ 22.687.087,83 em investimentos.

Mais notícias