Usuário deve pagar preços justos, diz Evander sobre taxas caras no Detran-MS

Reportagem do Jornal Midiamax revelou que sul-mato-grossense paga as maiores tarifas do Brasil

O deputado estadual (PP) disse nesta quinta-feira (3) que as taxas do (Departamento Estadual de Trânsito de ) devem ser justas. As cobranças estão entre as mais caras do Brasil, como revelou o Jornal Midiamax nesta semana.

“Deve ser feito uma revisão em todas as taxas para verificar a situação de cada uma, os usuários devem recolher taxas justas pelo serviço prestado pelo Detran”, afirmou.

A taxa para quem comprar um carro novo emplacar e emitir o 1º registro em é de R$ 496,86, a partir de 1º de dezembro. Já a vistoria veicular é a 3ª mais cara do país e vai para R$ 177,45 no próximo mês.

Ambos os serviços estão diretamente ligados à ICE Cartões Especiais Ltda., que junto da PSG Informática fraudaram o setor de informática do departamento. A empresa já recebeu R$ 198 milhões do Governo do Estado.

A reportagem perguntou para os 24 deputados estaduais a opinião deles a respeito dos preços de taxas do , e publicará o posicionamento de cada um, conforme responderem.

Indicação

Durante a sessão de ontem, quarta-feira (2), da (Assembleia Legislativa do Estado de ). Pedro Kemp () apresentou indicação solicitando ao Governo do Estado a redução dos valores de diversas taxas.

Na justificativa, o parlamentar cita trechos de reportagem publicada ontem, terça-feira (1º). “O serviço de primeiro emplacamento no Estado é 49% mais caro que a segunda maior taxa do país, de R$ 333,20, praticada pelo Detran do Espírito Santo. O mais barato é o do Maranhão, onde é possível emplacar um carro 0 KM por R$ 31,30”, destacou.

Taxas mais caras

Em , o realiza em torno de 180 mil vistorias por ano, que nos valores válidos para dezembro de 2020 corresponderia a R$ 31 milhões. Portanto, se considerarmos o valor praticado em janeiro deste ano, R$ 146,60, a arrecadação seria de R$ 26,3 milhões, uma diferença de quase R$ 5 milhões.

O valor praticado pelo é superior ao praticado por outros estados. No Paraná, por exemplo, para realizar a vistoria no veículo, o proprietário tem que desembolsar apenas R$ 49,56. Já no Mato Grosso a taxa é de R$ 22,69.

Em relação aos valores dos serviços, o Detran diz que “a tabela de serviços da autarquia é instituída pela lei 4.282 de 2012 e qualquer alteração deve ser realizada pela Assembleia Legislativa”.

Usuário deve pagar preços justos, diz Evander sobre taxas caras no Detran-MS
Mais notícias