Política

TRE-MS analisa nesta segunda se Dharleng será trocada por Delei Pinheiro em Campo Grande

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) julga na tarde desta segunda-feira (14) o recurso eleitoral do ex-vereador Delei Pinheiro (PSD), que teve sua candidatura indeferida para as eleições de 2020. Reeleita, a vereadora Dharleng Campos (MDB) ingressou no processo como terceira interessada. Por não ter feito o recadastramento biométrico, os votos […]

Adriel Mattos Publicado em 14/12/2020, às 12h42 - Atualizado às 18h10

(Montagem: Arquivo, Izaias Medeiros, Câmara Municipal)
(Montagem: Arquivo, Izaias Medeiros, Câmara Municipal) - (Montagem: Arquivo, Izaias Medeiros, Câmara Municipal)

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) julga na tarde desta segunda-feira (14) o recurso eleitoral do ex-vereador Delei Pinheiro (PSD), que teve sua candidatura indeferida para as eleições de 2020. Reeleita, a vereadora Dharleng Campos (MDB) ingressou no processo como terceira interessada.

Por não ter feito o recadastramento biométrico, os votos dados ao ex-vereador estão sub judice. Como ele conseguiu regularizar sua situação eleitoral, a PRE (Procuradoria Regional Eleitoral) se manifestou pelo deferimento do registro.

Entenda

Se a Justiça Eleitoral derrubar a impugnação, os votos de Delei passam a ser válidos e provocam uma nova totalização dos resultados da eleição. Assim, o PSD deve ganhar mais uma vaga na Câmara. Em contrapartida, o MDB pode perder uma de suas três cadeiras.

A mudança tiraria a reeleição de Dharleng, vereadora eleita com menor desempenho, 1.782 votos. Por isso, ela e o MDB ingressaram com pedidos de intervenção para figurar como terceiros interessados no recurso contra a impugnação de Delei Pinheiro.

O político do PSD já foi vereador, eleito em 2012, mas teve mandato cassado pelo TSE três anos depois.

Jornal Midiamax